Casa Do Fauno

Léo Shehtman

Leo 1

Pensada para um casal sem filhos, que ama celebrar a vida e a arte, a Casa do Fauno, de Léo Shehtman, homenageia Fauno Barberini, figura da mitologia romana que é representado pela escultura de bronze, peça da galeria Hugo di Pace que parece flutuar sobre o espelho d’agua. “A introdução dessa obra traz a ímpar atmosfera da antiguidade clássica em contraste com a contemporaneidade do projeto, exaltando a imortalidade da arte e da história”, comenta o arquiteto.

Com 144 m², a casa é marcada pelo uso do exótico Mármore Nacarado, que reveste uma extensa parede e parece flutuar ao longo dos 18 m de espelho d’água, criando um plano de fundo para todos os ambientes junto ao forro composto por uma trama com dois tons de madeira.

Na seleção criteriosa do mobiliário, diferentes épocas e estilos entram em sintonia. Peças desenhadas por Léo fazem um contraponto com peças de renomados designers brasileiros e outras garimpadas em antiquários.

Obras modernistas, tais como o Pavilhão de Barcelona projetado pelo arquiteto Mies van der Rohe em 1929, também serviram de inspiração para o ambiente - uma forma de homenagear o centenário da escola Bauhaus. A sala de jantar é diretamente integrada com a cozinha, que basicamente é dividida em dois volumes de pedra escura, material que reveste todas as portas dos armários.

Leo 2

Leo 3

Leo 4

 

© 2017 Revista it Home | Todos os Direitos Reservados | Tel. (11) 2673-5141