Esporte de Contato

TV e comentaristas fazem o interesse pelo futebol americano crescer no Brasil

Esporte de contato 1

 

Desenhos enigmáticos, regras confusas e um bando de homenzarrões saltando uns sobre os outros. Essa é a impressão que se tem ao ver pela primeira vez uma partida de futebol americano. Aos poucos, porém, esse estereótipo começa a mudar e o esporte vai ganhando admiradores no país do futebol, que já aceita com mais facilidade chamar de futebol um jogo em que a bola não é redonda e, apesar de não ter goleiros, todos a pegam com as mãos.
A final do campeonato americano, o Super Bowl, é um dos eventos mais assistidos no país e nos últimos cinco anos vem quebrando recordes de audiência. O que mostra que a falta de interesse que havia por aqui residia na forma mecânica de as redes de televisão tentarem implementar o esporte na cultura do brasileiro.
Até bem pouco tempo as transmissões eram feitas em inglês e, mesmo quando em português, pecava-se por “excesso de técnica” durante as narrações. Era necessário explicar tudo aquilo de uma forma mais divertidas. Para a nossa sorte, as redes de TV por assinatura perceberam isso e começaram a apostar em nomes que, ao mesmo tempo em que são especialistas no assunto, levam ao jogo uma pitada de humor na dose ideal.
A partir deste momento, as regras passaram a ser detalhadas durante os jogos de uma forma mais agradável para o telespectador leigo. O resultado foi a rápida percepção de que o futebol americano nada tinha a ver com aquele esporte somente violento, mas que era também um dos mais técnicos e estratégicos do planeta. Logo, a popularização por aqui cresceu e hoje, aos poucos, times vão se formando, ligas vão sendo criadas e o brasileiro ganhou um novo esporte para apreciar.
No Brasil, já não se pode dizer que o futebol americano esteja engatinhando, mas seria justo compará-lo com um bebê que dá os primeiros passos. Não há um campeonato nacional fixo, mas o pessoal está se mobilizando para isso. Porém, há campeonatos regionais muito conhecidos, como o Pantanal Bowl, realizado há anos.


ENTRANDO EM CAMPO
Umas partida é disputada num campo de 100 jardas (cada jarda equivale a 91,6 cm), com duração de 48 minutos, divididos em 4/4 de 12 minutos cada. A bola é oval e de tom alaranjado e cada equipe escala 11 atletas no ataque e 11 na defesa, de acordo com a ação do time. A partida começa com o “kick-off”, quando a equipe chuta a bola para que o adversário possa retornar e avançar até a melhor posição possível para começar sua campanha. O objetivo do jogo é chegar a linha de fundo do adversário, ganhando terreno. A conquista pode ser feita através de passes ou corridas e quem define isso é o coordenador de ataque em conjunto com o “quarterback” (lançador). Cada equipe tem quatro chances para avançar 10 jardas e a medida que conseguem cumprir o objetivo, jogam-se mais quatro tentativas por mais 10 jardas.
Caso o time atacante não avance as 10 jardas em três tentativas, normalmente usa a quarta para devolver a bola o mais alto e longe possível, dificultando a campanha de avanço do adversário.
Porém, se uma equipe já estiver no que no nosso futebol seria como a intermediária, pode optar por tentar pontuar através de um chute que deve passar por dentro do Y posicionando ao fim da linha de fundo. Uma tentativa correta vale três pontos.
A forma mais emocionante de se pontuar, entretanto, é o “touchdown”, que ocorre quando uma equipe chega com a posse de bola até a linha de fundo da equipe adversária. Este lance vale seis pontos e o time atacante ainda tem direito a um chute extra, que se passar dentro do Y vale mais um ponto.
Outra pontuação que ocorre, porém com menos frequência, é o “safety”, quando o time de defesa consegue derrubar o quarterback dentro de sua própria linha de fundo. O safety vale dois pontos. Sempre que uma equipe pontua, chuta um novo kick-off para permitir ao adversário voltar ao ataque.
Apesar de parecer simples, o objetivo do jogo é permeado por muitas armadilhas. A boa atuação de um time de defesa pode ser vital para uma vitória, uma vez que pode impedir o time atacante de avançar, parando as jogadas corridas ou ainda atrapalhando os passes do quaterback.
A missão da defesa é exatamente esta e uma pressão bem feita pode resultar em “fumble”, quando o time de defesa recupera a posse da bola tirando-a das mãos do atacante. Outra maneira da defesa recuperar a bola é a intercepção. Talvez o lance mais entusiasmante da partida, a interceptação ocorre quando um defensor consegue “receber” o passe do lançador antes do atacante, antecipando-se a ele.
A importância do time de defesa é muito grande, uma vez que fumbles e interceptação bem retornadas podem resultar em touchdowns, assim como qualquer outro retorno, seja ele de punt ou de kick-off.

Esporte de contato 2

Esporte de contato 3

 

 

 

Edição atual

capa038Comprar versão impressa

Comprar versão digital

[+] News

História De Uma Lenda

24 Junho 2019
História De Uma Lenda

Para os amantes das duas rodas, Harley-Davidson não é apenas uma moto.

Planta Do Bem

24 Junho 2019
Planta Do Bem

Rica em nutrientes, Aloe Vera equilibra o organismo e mantém a saúde

Subindo a Serra

24 Junho 2019
Subindo a Serra

Campos do Jordão é o point do inverno paulista

Espaços reinventados

13 Junho 2019
Espaços reinventados

Materiais equilibrados dão charme e deixam os ambientes harmônicos 

Espaços amplos e convidativos

13 Junho 2019
Espaços amplos e convidativos

Ambientes convidativos para receber familiares com o máximo de conforto

Balneário Do Luxo

11 Junho 2019
Balneário Do Luxo

Punta Del Este é o destino preferido de descolados, ricos e famosos 

Refeição Em Cinco Cores

11 Junho 2019
Refeição Em Cinco Cores

Prato colorido é sinal de uma alimentação saudável e equilibrada

Adrenalina a Mil

11 Junho 2019
Adrenalina a Mil

Excitante e desafiador salto de paraquedas põe nervos à prova

5 dúvidas sobre...décor no outono

07 Junho 2019
5 dúvidas sobre...décor no outono

Ana Yoshida dá dicas práticas para deixar a casa mais aconchegante na estação

Transformação total

06 Junho 2019
Transformação total

Tons sóbrios, design atemporal e uma marcenaria estratégica

Charme discreto

06 Junho 2019
Charme discreto

Ambientes integrados e uma base neutra e contemporânea 

Toque Artesanal

05 Junho 2019
Toque Artesanal

Mesas Tríade

Forma e Função

05 Junho 2019
Forma e Função

Poltrona Noa

Versão Brasileira

05 Junho 2019
Versão Brasileira

Roca Gallery

Doce balanço

30 Maio 2019
Doce balanço

Redes e poltronas! Inspire-se nas boas ideias vindas de vários lugares do Brasil

© 2017 Revista it Home | Todos os Direitos Reservados | Tel. (11) 2673-5141