Que marravilha!

Sinônimo de inovação na cozinha, Claude Troisgros faz sucesso com a mescla de técnicas francesas

claude troisgros 1

O nome Troisgros circula no cenário gastronômico internacional há pelo menos três gerações. A família começou sua tradição na França dos anos 30. Pioneiro, Jean-Baptiste, o avô, provocou um tumulto no restrito circulo culinário francês ao sugerir vinho tinto para acompanhar peixe.

No mesmo caminho, os filhos Pierre (pai de Claude) e Jean foram encorajados a seguir a forma inquieta e ilimitada de cozinhar, definida por Jean-Baptiste como “a capacidade de harmonizar os tesouros da terra”.  Os irmãos Troisgros, junto com o grande amigo Paul Bocuse, inspiraram a revolução que até hoje suscita polêmica em todo o mundo: a Nouvelle Cuisine.

O restaurante Troisgros, em Roanne, praticamente colocou a cidade no mapa da gastronomia mundial. Anos depois, como reconhecimento, a prefeitura da cidade pintou sua estação de trem nas cores rosa-salmão e verde, em homenagem a um dos pratos criados pelos Troisgros: um salmão tostado por fora, mas absolutamente translúcido por dentro, servido com molho de azedinha. Criações como esta logo garantiram ao restaurante as cobiçadas três estrelas do Guia Michelin.

Nascido nessa família de alquimistas, não se poderia esperar menos de Claude Troisgros, um dos grandes nomes da gastronomia internacional no momento e principal construtor da ponte entre cozinhas francesa e brasileira.

Formado pela Escola de Hotelaria Thonon Les Bains, Claude chegou ao Brasil pelas mãos de Gaston Lenotre, que a 32 anos desbravava a gastronomia carioca com o Le Pré Catalan, onde o então jovem chef trabalhou.

“ Um certo dia eu estava na cozinha do restaurante da família, na França, e o Gaston Lenotre, amigo de meu pai, chegou e perguntou quem queria ir com ele para trabalhar no Brasil. Fui o primeiro a levantar a mão. Meu contrato era de dois anos, mas nunca mais voltei”, recorda.

No Rio de Janeiro, Claude formou família e, apaixonado pela terra, lançou-se numa nova perspectiva culinária, que se transformou numa espécie de marca registrada. Ingredientes e sabores brasileiros, como caju, mandioquinha, açaí e jabuticaba se tornaram companheiros fiéis de clássicos como o foie grãs, o caviar e o soufflé, e estão presentes em várias de suas criações. “O Brasil é rico em iguarias de tirar o fôlego”, declara.

Em sua longa trajetória em solo brasileiro, Claude Troisgros abriu vários restaurantes e tornou-se consultor de tantos outros. No exterior, fez história encantando desde astros da música pop, como Mike Jagger e Elton John, às autoridades como os presidentes Clinton e Jacques Chirrac.

No Olympe, no Rio, reconhecido pela critica como o melhor restaurante francês da cidade, serve pratos fascinantes como o ravióli recheado de mousseline de inhame em molho aveludado de truta branca, o terrine de polvo com batata crocante e o famoso cheesecake caramelado com calda de goiaba – uma das melhores adaptações do Romeu-e-Julieta para o paladar da alta cozinha.

Nos últimos anos, o chef inaugurou novos restaurantes seguindo a cozinha francesa, mas com propostas diferentes: CT Brasserie, CT Boucherie e mais recentemente o CT Trattorie, com um cardápio de releituras de pratos clássicos da Itália, feitos e servidos sob a ótica francesa.

Eleito diversas vezes chef do ano por inúmeras publicações, Claude Troisgros serve alma francesa em corpo brasileiro (e vice-versa) em estilo grandioso.

Atualmente, comanda no canal a cabo GNT o programa “Que Marravilha”, onde prepara receitas dos telespectadores. O sucesso do programa rendeu inclusive livro. Lançado a poucos meses, “Jantares do Que Marravilha!” traz 14 menus com entrada, prato principal e sobremesa, divididos por ocasiões, como reunião entre amigos e encontro a dois.

Claude 2

Terrine de polvo com batata crocante

 

Claude 3

Paella

 

Este apClaude 4

Torta sufle de chocolate

 

 

Edição atual

 

capa030

 

[+] News

Érea reúne convidados na CASACOR

08 Junho 2018
Érea reúne convidados na CASACOR

Marca apresenta novas peças no ambiente do arquiteto Roberto Migotto

Ripa Em Alta

08 Junho 2018
Ripa Em Alta

Réguas Ripadas de Madeira

Arte Sacra

08 Junho 2018
Arte Sacra

Capelas do Vaticano na Bienal de Veneza

Entre o clássico e o contemporâneo

08 Junho 2018
Entre o clássico e o contemporâneo

Em tons sóbrios, décor explora o jogo de texturas e estilos

Espaços repaginados

08 Junho 2018
Espaços repaginados

Reforma harmoniza o décor e traz charme aos ambientes

Uma casa para celebrar a família

08 Junho 2018
Uma casa para celebrar a família

Lar do casal tem espaços amplos e móveis generosos para abrigar os filhos e os netos

Paleta neutra e contraste de texturas

30 Maio 2018
Paleta neutra e contraste de texturas

Monocromia é arma para obter espaços aconchegantes e sofisticados

Design Afetivo

25 Maio 2018
Design Afetivo

Nova Coleção Punto e Filo

Convite ao convívio

25 Maio 2018
Convite ao convívio

Com espaços integrados, apê foi pensado para curtir os momentos em família 

Versatilidade

24 Maio 2018
Versatilidade

Sofá Spasso

5 dúvidas sobre coifas

24 Maio 2018
5 dúvidas sobre coifas

O arquiteto Rodrigo Kolton explica as diferenças e ensina como escolher o modelo ideal

Breton lança nova coleção

22 Maio 2018
Breton lança nova coleção

"Vida em Família" é inspirada nos valores transmitidos ao longo de gerações

Cabeceiras

18 Maio 2018
Cabeceiras

Confira 9 modelos para surpreender e transformar a decoração do seu quarto

Preciosidades

15 Maio 2018
Preciosidades

Mesas Laterais e de Centro Joalheria

Ação Solidária

15 Maio 2018
Ação Solidária

Via Classic arma evento em prol da arquiteta Darlene Vitor

© 2017 Revista it Home | Todos os Direitos Reservados | Tel. (11) 2673-5141