Aparador, sempre essencial

Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no facebook
Compartilhar no email

Elegante e versátil, móvel aparece como apoio em salas de jantar e complemento em ambientes de estar e hall social

Seja no hall, na sala de estar, jantar ou mesmo no corredor, o aparador é muito mais que uma peça decorativa. Como o próprio nome diz, ele serve como apoio para tudo que você precisar. Pode ser usado para abrigar travessas e copos na sala de jantar ou receber livros e objetos decorativos no estar.  A peça pode ter diversas utilidades, tamanhos e cores. Se você ainda tem dúvidas de como usá-lo em casa, a arquiteta Ieda Korman, do escritório Korman Arquitetos, traz algumas dicas e inspirações! 

Mas, antes de mais nada, é preciso entender a diferença entre aparador e buffet. “Em linhas gerais, o aparador é um móvel mais estreito, enquanto o buffet, que também faz às vezes de apoio na sala de jantar, é mais profundo, tem portas e é pensado para armazenar louças e objetos que compõem o servir”, explica Ieda Korman.

Combinação de madeira e vidro para a execução do aparador na sala de jantar | Foto: Gui Morelli

  1. Na sala de jantar
Em madeira o aparador acompanha o estilo de decoração da sala de jantar do morador | Foto: Gui Morelli

Com o predomínio da madeira na sala de jantar, o material foi escolhido para a peça posicionada em todo perímetro da parede de fundo do ambiente. Suspenso e com espaço para guardar as louças, tornou-se um móvel indispensável o ambiente. “A porta vermelha separa a sala de jantar da cozinha. Dessa forma, a base extensa do aparador é fundamental para receber as travessas com o menu preparado aos convidados”, revela Ieda.

 

No jantar, o aparador suspenso tem como cenário o jardim vertical | Foto: Gui Morelli

Para acompanhar a mesa de jantar com 10 posições, a arquiteta Ieda Korman especificou um aparador como função de suporte para as oportunidades em que a moradora recebe a visita de amigos e familiares. Fixado nas laterais das paredes, a peça em madeira foi envolvida em uma ‘caixa’ de vidro e, quando não cumpre sua atribuição principal, é adornada por objetos decorativos.

 

Foto: Gui Morelli

Em uma expressão mais minimalista, o aparador fixado nos pilares e revestido em laca na cor preto acompanha o estilo da mesa e das cadeiras escolhidas por Ieda para o projeto.

 

Foto: Gui Morelli

Dupla composição no aparador suspenso projetado pelo escritório de arquitetura: fixado na parede, a parte inferior recebeu o acabamento de laca brilhante na cor marrom e é acompanhado pelo vidro de estrutura robusta, que assegura tranquilidade ao contar com baixelas e travessas quentes.

 

2 – Na sala de estar

O aparador acompanha os tons claros que constituem o décor da sala| Foto: Gui Morelli

No living integrado, o aparador com pés espelhados e base em laca cumpre duas funções expressivas: além expor os objetos decorativos, ‘esconde’, com requinte, as costas do sofá.

Valorizar peças antigas com a nova função de aparador| Foto: Gui Morelli

Um contraponto ao branco presente na sala de estar: o móvel robusto e com história foi elevado como aparador para preservar as costas do sofá. Com sua estética clássica, comporta itens da residência e é adornado por livros decorativos e cristal de murano.

 

Foto: Gui Morelli

Na área social do apartamento, o aparador com um tom de madeira mais claro se destaca frente ao restante do mobiliário definido no projeto. Além de receber o bar, a peça ganhou um complemento especial: a obra de Tikashi Fukushima.

 

3 – Entrada do imóvel

Na sofisticada entrada do apartamento, a parede revestida com espelho conta com o aparador com base em laca e o vidro que envolve a toda a superfície e realiza o apoio nos dois lados (Breentwood). A iluminação no forro valoriza a peça, bem como o quadro posicionado em destaque.

 

Confira algumas dicas para a escolha do aparador perfeito:

  • O aparador escolhido deve ‘conversar’ com a decoração de todo ambiente;
  • Menos é mais: os objetos decorativos posicionados no aparador devem apresentar harmonia com o móvel e o projeto;
  • Exponha peças que registrem a personalidade do morador: um vaso, livros, quadros apoiados, arranjos florais ou até mesmo porta-retratos.

 

Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no facebook
Compartilhar no email

LEIA TAMBÉM

Paleta suave com toque minimalista

Apê de 37m² tem usos bem definidos e práticos, perfeitos para o…

Alegre e colorido

Com apenas 48m², projeto tem layout personalizado e boas soluções de espaços…

Prático e convidativo

Apartamento de 26m² possui bom aproveitamento do layout e toque urbano na…