CasaCor Rio 2017

Mostra acontece pela primeira vez no centro da cidade

MAURICIO NOBREGA 5

A edição 2017 da CasaCor Rio de Janeiro está acontecendo no centro da cidade maravilhosa pela primeira vez neste ano. Localizada no prédio Aqwa Corporate, a mostra apresenta 42 ambientes e vai até o dia 30 de novembro. "Com um mundo tão conturbado, é preciso focar no que realmente importa para cada um, desapegar dos excessos. O que é essencial para se viver bem? Pode ser o silêncio, a localização, o tempo…”, ressalta Patricia Quentel, sócia-diretora da CasaCor Rio de Janeiro.

No andar térreo, fica a área de entretenimento que é aberta ao público. Os ambientes podem ser visitados mesmo por quem não adquiriu um ingresso e incluem o Pool Lounge, a Mercearia e Pizzaria, a Loja de Design, a Brinquedoteca e a Garagem de Estar Renault. No lobby, os visitantes da mostra encontram o Restaurante, o Bar de Vinhos,  o Café, a Livraria e mais algumas lojas.

O evento também ocupa o 21º andar com sete lofts (69 a 99 m²), quatro estúdios (51 a 62 m²), seis espaços de convivência com diferentes conceitos e uma cozinha gourmet. Uma sala multimídia e uma sala de reuniões são os espaços destinados a palestras, workshops e bate-papos. Os projetos aproveitam as características do pavimento, que possui pé-direito amplo, com estilo penthouse. As duas extremidades são ocupadas por um SPA, de um lado, e por um bar de drinques e um observatório, do outro. Conheça todos os ambientes:

ALESSANDRO SARTORE ARTHUR FALCAO FABIANA GONCALVES E JOAO M. SCHIEWE 2

Loft Cosmopolita (Alessandro Sartore, Arthur Falcão, Fabiana Gonçalves e João M.Schiewe)

A busca por um lugar que fosse em qualquer lugar foi a inspiração para o projeto do loft, com uso compartilhado de funções e design versátil. Os arquitetos dispensaram as paredes do prédio e criaram um núcleo, com piso de madeira, onde estão todos os ambientes. Os  serviços − cozinha, banheiro e armários − estão concentrados numa ilha central, com pintura cimentícia. De um lado, estão os móveis de quarto e, do outro, de sala. Móveis contemporâneos decoram os ambientes, como o sofá Isay, de Isay Weinfeld, a poltrona Slow, da Vitra, na cor rosa, a poltrona 3 Pés, de Lina Bo Bardi, e a cadeira Oscar, em madeira e palhinha, de Sérgio Rodrigues.


ANA LUCIA JUCA 02

Loft da Investidora (Ana Lúcia Jucá)

A vista para a Baía de Guanabara foi a inspiração para o projeto de um loft para uma investidora que trabalha no prédio. A arquiteta tira partido da luz, ora natural, ora artificial, através do efeito de backlights em painéis de treliça dourada e preta que ficam atrás da cama, proporcionando um efeito natural e muito agradável. Espelhos ampliam propositadamente a vista e a trazem mais para dentro do ambiente. Demarcando os espaços, uma escrivaninha de trabalho, de madeira laqueada de preto com detalhes de couro, faz a "divisão" entre o quarto e o living. O guarda-roupas é todo de cristal, seguindo a premissa de leveza e transparência.


ANDRE PIVA E VANESSA BORGES 04

Espaço Lumina (André Piva e Vanessa Borges)

A base é um espaço único, com piso cimentado e paredes em tons cinza com textura. No loft de pé-direito duplo, os arquitetos criaram um jirau, aumentando o espaço de 49 m² para um total de 80 m². No mezanino, fica o quarto, com uma vista ainda mais incrível.  A dupla optou por cores sóbrias, em contraponto à abundância de luz que o ambiente recebe. Um pórtico de marcenaria cria o hall de entrada e dá acesso ao banheiro, também em marcenaria. A cozinha é integrada à sala de jantar. Todo o  loft é automatizado e tem comando de voz para ar condicionado, cortinas, som e luz. Decoração com mobiliário italiano e iluminação com peças do Ingo Maurer.


ANGELA LEITE BARBOSA 01

Espaço de Bem-Estar (Angela Leite Barbosa)

Angela criou um ambiente para apresentar o Lapinha SPA, no município da Lapa (PR). A loja expõe os produtos orgânicos de fabricação do SPA, em estante com iluminação bem dramática, num ambiente com predomínio de tons claros no contraste com a madeira e com tons de cinza claro usados nas paredes e no piso.Na parte de trás, há uma área reservada para venda de pacotes do SPA e uma sala de relaxamento, com poltrona reclinável de alta performance Revive, na cor off white. Um dos destaques é o toque de humor que Angela dá ao espaço, com formigas escultóricas (assinadas pelo artista plástico Antônio Carlos Laet) que passeiam pelo jardim do painel-paisagem.


ANNA MALTA E ANDREA DUARTE 02

Wine Bar (Anna Malta e Andrea Duarte)

Seguindo as cores dos revestimentos originais do prédio, Anna e Andrea trabalham com um degradê que começa no azul chumbo e vai até o verde folha. O design contemporâneo brasileiro aparece muito bem representado no espaço, que oferece diferentes tipos de propostas: cadeiras Casulo, que têm laterais altas, para quem quer curtir um vinho sozinho, pequenos lounges para confraternizações de amigos, banquetas de bar, pufes soltos. A dupla criou um painel de mdf cortado a laser que lembra o muxarabi, elemento arquitetônico de origem árabe, para ficar atrás do bar. A escultura de uma cabeça de alfinetes, de Ildeu Lazarini, completa a decoração com personalidade.


ANTONIO NEVES DA ROCHA 03

Restaurante (Antonio Neves da Rocha)

Um antigo retrato de 3,10 m x 2,60 m, do Conselheiro Mayrinck, maior empreendedor brasileiro do fim do século XIX, com negócios nas mais diversas áreas, foi o ponto de partida do projeto do Restaurante. A partir daí, vieram as 90 cadeiras estilo anos 50 em tons de azul e verde e o tapete listrado em nuances de azul, remetendo ao mar e ao Porto; as mesas com tampo espelhado; o balcão de antiquário. Dentro do restaurante, a brincadeira continua com três pinturas contemporâneas de Daniel Lannes, um dos ganhadores do Prêmio Marcantonio Vilaça 2017: "Marechal", "Water Planet" e "Desertor", que também remetem à história do Brasil e ao oceano.


BEL LOBO BOB NERI MARIANA TRAVASSOS 01

Café CASACOR (Bel Lobo, Bob Neri e Mariana Travassos)

Um espaço dentro do espaço. Uma instalação com estrutura de madeira faz a marcação do ambiente. No entorno, as paredes do prédio e o piso ficam "no osso", em concreto, com tubulações aparentes. Dentro dessa instalação, o piso foi revestido com pastilhas de cerâmica branca com formato hexagonal e visual retrô, e essa mesma figura foi replicada na superfície das mesas do café. Assim, ao revestir o teto com espelhos, os arquitetos propõem uma brincadeira: para todo lado que se olha, se vê  uma única estampa. No piso, o espaço entre a instalação e as paredes foi ocupado com backlights estampados com imagens de plantas e com folhagens de verdade.


BERNARDO GAUDIE LEY TANIA BRAIDA 04

Box 21 (Bernardo Gaudie-Ley e Tânia Braida)

Bernardo e Tânia foram buscar nos lofts nova-iorquinos a inspiração para o estúdio de um empresário paulista − um ambiente cosmopolita, em tons de cinza e preto, com elementos verde e rosa. O banheiro vem dentro de uma caixa: the box! Envolta por vidro canelado, a caixa é aberta para trás, onde há um jardim de samambaias, assinado pela paisagista Carmen Mouro. Outro destaque é a mesa de jantar, com tampo de mármore preto e pés metálicos rosé gold, acompanhada de cadeiras Jader Almeida. Na cozinha, tijolinhos pintados de branco na parede garantem uma pegada rústica, em contraste com a bancada de vidro fosco preto e os modernos eletrodomésticos. 


Bianca da Hora 02

Cinema + Arte (Bianca da Hora e Jacira Pinheiro)

Um espaço conceitual que tem como proposta mexer com as sensações, aliando cinema e arte. O projeto de Bianca e Jacira foi concebido em duas partes – a primeira é uma caixa de concreto que cumpre a função de galeria de arte e que dá acesso ao interior da segundo ambiente: um lounge com pé-direito alto, com ambientes de estar independentes e telões que interagem com o espectador. A dupla explora o estilo industrial, valorizando o teto com estrutura de tubulações e vigas aparentes, e aposta em paredes de cor escura, que transmitem o aconchego do cinema. Nos móveis, tons candy colors evidenciam a feminilidade, em nuances rosa nude e verde menta.


CACO BORGES E MAURICIO PROCHNIK 06

Skyline Bar (Caco Borges e Mauricio Prochnik)

Caco e Mauricio criaram um  projeto  que se relaciona com o prédio. A estrutura do balcão do bar, por exemplo, tem desenho que remete ao do AQWA Corporate − suas paredes são, inclusive, levemente inclinadas. Ao seu redor, vários ambientes de estar estão  distribuídos pelo salão de 355 m². Para quem for só tomar um drinque e quiser desfrutar da vista, a dupla planejou um balcão colado ao vidro da fachada. Duas divertidas esculturas prometem ganhar a atenção da clientela: um homem de arame de pé, no bar, tomando um drinque, e um balde que despeja gelo, também de arame, sobre um dos lounges. Dois jardins verticais conversam com a paisagem do Rio.


CAROLINE TAVEIRA MARIANA BARBOSA E BARBARA SCHWARTZ 02

Estúdio do Escritor (Caroline Taveira, Mariana Barbosa e Barbara Schwartz)

Um espaço mutante, que pode variar de acordo com o humor de seu habitante, um escritor de literatura fantástica. Assim, o projeto permite a liberdade criativa. A decoração revela inspiração do estilo escandinavo, com algumas misturas do antigo com o moderno. Para representar o mundo criativo do escritor, a equipe trabalha com o contraste entre as cores neutras − branco e preto − como os duelos da ficção. Os principais materiais são madeira, couro, ferro, vidro e cerâmica. Obras de arte do britânico Rubem Ireland, inspiradas por seres mitológicos da floresta e mulheres, compõem o espaço, junto com fotografias do Porto e de viagens do morador.


CLAUDIA PIMENTA E PATRICIA FRANCO 01

Loft da Executiva (Claudia Pimenta e Patricia Franco)

Este é o loft de uma empresária com alma cosmopolita. A dupla trabalha com uma paleta de cores em que reina o pink millennial, um tom de nude rosado.  No living, a dupla opta por poucos móveis, mas com muita atitude, como o sofá em linhão branco totalmente curvo. O elemento surpresa é a poltrona de balanço suspensa, de onde se pode apreciar a vista da Baía da Guanabara. Outra grande inovação do ambiente é uma nova categoria de estantes e armários, onde o vidro é estrutural e os objetos são dispostos também sobre prateleiras de vidro. A dupla aproveita a transparência do móvel para separar ambientes − no caso, a área de apoio gourmet do banheiro.


 

CRISTINA CORTES 01

Cozinha Gourmet da Estilista (Cristina Côrtes)

Muito além de uma simples cozinha, os espaços gourmet têm conquistado cada vez mais adeptos da convivência familiar e entre amigos. Então, por que não torná-lo também um espaço corporativo?  A Cozinha Gourmet foi projetada para uma profissional de moda, que recebe um seleto grupo de clientes para apresentar-lhes sua mais nova coleção "prêt-à-porter". Todo o ambiente foi revestido em painéis com acabamentos em laca metalizada e amadeirado, desenvolvidos pela estilista Glória Coelho, unindo a arquitetura e a moda. Luminárias flutuantes em lonas tensionadas e leds segmentados criam diferentes cenários. Uma grande pintura completa a decoração.


CRISTINA JAPIASSU 01

Loft do Empresário Carioca (Cristina Japiassú)

Um espaço para um empresário despojado e chique ao mesmo tempo. Cristina inspirou-se no maquiador, fotógrafo e empresário Fernando Torquatto e criou um projeto aberto, com ambientes para conviver e fazer várias atividades ao mesmo tempo. A decoração é leve, flow, neutra com pontos de cores. A madeira clara está em todo o ambiente − no piso, nas paredes e em painéis geométricos desenhados por Cristina, que fazem uma sutil divisão dos ambientes. As cores passeiam pelo cinza, fendi, preto, verde e laranja. Os materiais também se misturam. Junto com a madeira, vem o mármore branco, os espelhos e muita textura, com revestimentos como couro e linho.


DAVID BASTOS 01 2

Observatório (David Bastos)

No espaço com visibilidade de todo o entorno, David Bastos cria um mirante arquitetônico atemporal. No Observatório de 140m², não poderiam faltar, é claro, telescópios, que permitem uma vista deslumbrante da Cidade Maravilhosa. Como uma varanda tropical e convidativa, o espaço tem chaises, namoradeiras, sofá em L, poltronas, pufes e mesas de apoio, além de mesa para café da manhã. As peças, com o desenho leve e arrojado da designer italiana Paola Lenti, estão em blocos de cores escuras e tons cítricos, fazendo um contraponto criativo: cinza, rosa, verde água, azul petróleo. No paisagismo, a ideia é criar volumes, com espécies de folhagens grandes.


DAVID DEFIZIO 30

Lounge de Saída (David Defizio)

David trabalha com o conceito tropical chique, onde peças contemporâneas se mesclam com elementos clássicos, dialogando com a atmosfera high-tech do espaço. A base da decoração é o tom verde escuro, combinado com acabamentos nobres e neutros, como mármore, aço inox, madeira, linhão e veludo. Sobre o tapete com desenho que reproduz o mármore do piso, o arquiteto criou dois livings − um com quatro poltronas em layout circular e outro com um sofá de 4 metros, para que os visitantes aguardem seu automóvel ou táxi. David explora elementos alegres e vibrantes, com a atmosfera brasileira, como abacaxis, pássaros, palmeiras e uma tela de Burle Marx.


EMERSON ARAUJO E LENORA LOHRISCH 01

Galeria de Óculos (Emerson Araújo e Lenora Lohrisch)

A dupla criou um espaçoso living, com área de exposição dos produtos e de fechamento de negócios. A principal intervenção arquitetônica é a abertura de um "rasgo-vitrine" para o corredor de circulação da mostra. Para dar destaque às obras de arte − os óculos −, o espaço é claro, com piso de porcelanato madeirado, paredes revestidas em painéis de mdf e muito aproveitamento da luz natural.  Os móveis têm design contemporâneo em tons de bege e cinza, com destaque para o banco blobs, de madeira e assento de fuxicos, e para a mesa de centro Ipanema, com tampo vazado que remete ao  calçadão da orla.  Uma tela de Walter Goldfarb completa o ambiente.


FABIO BOUILLET E RODRIGO JORGE 01

Pool Lounge (Fabio Bouillet e Rodrigo Jorge + Guiherme Portugal e Karyne Lima)

Um ambiente despojado, onde os visitantes podem usufruir de um terraço com vários tipos de lazer: bate-papo, hidro, piscina, balanço, drinques etc. O foco do projeto, com 340m² de área externa e 80m² de área  interna, está na interação entre as pessoas e a natureza. Um dos diferenciais está nos vários níveis criados pelas piscinas, desenvolvidas pela IGUI com fibra de vidro e revestimento de pastilhas. Fazendo um contraponto entre a luz natural e a escuridão, as piscinas são pretas. Na parte interna, o lounge tem linguagem contemporânea, com uma "cápsula" escura no bar: teto rebaixado e paredes pintados de preto tornam o ambiente bem intimista.


GISELE TARANTO 01

Lobby (Gisele Taranto)

A definição das cores do projeto levaram em consideração os materiais existentes: pedras exóticas brasileiras no piso e paredes em granito branco com detalhe em granito preto, além de painéis de chapa de alumínio frisada na cor chumbo. Assim, Gisele trabalha com veludo preto e chumbo, metal na cor chumbo, couro preto, vidro e tecido em trama cinza com madeira ébano para os sofás.  Uma verdadeira mostra de design brasileiro acontece neste espaço: Poltrona Alta com banqueta e marquesas de Oscar Niemeyer, mesa de centro Arcos e laterais Ciranda, de Ricardo Fasanello, sofás Bow, de Bruno Faucz e poltronas Dora e Celine, de Jader Almeida.


GUTO INDIO DA COSTA 05

Indio da Costa Design Shop (Guto Índio da Costa)

Uma onda de madeira que começa no piso, vai se inclinando e sobe parede acima, transformando-se num grande espaço de exposição. Essa parede é toda rasgada com nichos retro iluminados, onde serão expostas as peças do showroom − pela primeira vez, os produtos da Indio da Costa Design estarão reunidos num só lugar. A partir da  expertise de Guto em trabalhar com materiais usados em larga escala, como o polietileno injetado que deu origem ao premiado ventilador Spirit, o designer agora compõe com materiais nobres, como a madeira e o couro. O espaço traz lançamentos como a linha de bancos de concreto e a edição comemorativa da cadeira ICZERO1.


IVAN REZENDE 01

Atrium (Ivan Rezende)

Sentar. Observar. Estar só. Estar junto. A inspiração para a criação do Atrium foi o Porto e seus movimentos de convergência e divergência com a cidade. Nessa CASACOR, Ivan Rezende trabalha com a escala do mobiliário, preservando o projeto existente. Assim, ele dispõe no espaço os bancos da linha Porto, de sua autoria, que usam granitos brasileiros com a tecnologia SlimStone. Este processo reduz a espessura da chapa de pedra para 5 mm através do corte a diamante. O material é leve e, ao mesmo tempo, resistente à flexão e ao impacto. A partir de um módulo inicial, a combinação entre os bancos possibilita um vasto vocabulário de composições.


JORGE DELMAS 01

Loft do Comandante (Jorge Delmas)

O projeto foi pensado para um comandante de transatlântico que escolheu morar perto do porto. Os ambientes do loft podem ser isolados por um sistema de divisórias deslizantes de aço com vidro reflexivo, que privilegia a passagem da luz. No quarto, destaque para as paredes forradas com linho preto e para o armário de vidro preto, com TV acoplada à porta. Na cozinha, destaque para os móveis com pintura artesanal oxidado níquel, que tem um efeito de metal envelhecido, e para a ilha de mármore preto e branco. No living, o sofá de oito lugares compõe o ambiente com um móvel francês século XIX, estilo Luiz XVI , que serve de bar, e com a estante com estrutura em aço carbono, de Jader Almeida. O projeto de iluminação é de Maneco Quinderé.


JOY GARRIDO 01

Lounge Tiffany&Co (Joy Garrido)

Um espaço para convívio, baseado na nova coleção Hardware da Tiffany, inspirada nos metais encontrados no cenário urbano  de Nova York. Na coleção, aparecem elos de correntes em tons de ouro e prata. Nesse espírito, o Lounge tem piso de mármore branco e cinza e paredes em tom cinza, paginadas com imagens gigantes da coleção, aproveitando o teto que chega a 6,60cm. Um pórtico de metal bruto marca o centro do espaço com cinco totens, onde são exibidas as joias. Ao redor dele, estão quatro lounges com sofás arredondados em veludo, poltronas e banquetas ovais.  Tudo fluido, leve, mas marcante. O azul tiffany vem em um painel que rasga uma parede.


LAURA SANTOS 03

Network Living (Laura Santos)

Inspirada nas empresas atuais, que criam ambientes que promovam o bem-estar dos profissionais e estimulem a produtividade e a interação, surge a proposta do Network Living. Para as reuniões, o espaço tem mesa Legg, de Jader Almeida, com tampo em mármore preto, com cadeiras Herman Miller. Ao lado, Laura criou um ambiente de projeções com poltrona Xibô, de Sérgio Rodrigues, de couro nas cores laranja e preta, e poltrona Anel, de Ricardo Fasanello de couro caramelo, com o Sofá Dora, de couro preto, de Jader Almeida. Um grande sofá de linho cinza atravessa todo o espaço até chegar a um canto com duas poltronas Mole, de Sérgio Rodrigues.


LEANDRO NEVES 01

Livraria (Leandro Neves)

O projeto tem a premissa de desconstruir um ambiente tradicional comercial, conferindo ao espaço uma pegada de lounge. A maior parede do ambiente foi revestida com uma estante que ocupa toda a sua extensão, tendo um vão central, que é a entrada. Este vão é um convite ao universo da leitura, uma passagem da circulação da mostra para dentro do espaço de uma forma poética. O ambiente tem atmosfera vintage, com toques contemporâneos. Madeira mais escura, veludo, dourado e mármore dão o ritmo do ambiente, em uma atmosfera mais intimista. Os móveis têm DNA brasileiro, com peças de Gustavo Bittencourt, Zanini de Zanine e Ronald Sasson, entre outros.

LEILA BITTENCOURT E CRISTIANA SPINOLA 21


Casa de Brincar (Leila Bittencourt e Cristiana Spinola)

É na brincadeira que as crianças exercitam sua imaginação, fazem descobertas, criam. Esse é o mote do projeto, que começa apresentando duas casinhas − entre elas, os fios de uma grande brincadeira de cama de gato. Nas paredes internas dessas casinhas, quanta diversão! Uma é revestida por blocos de montar. Outra, por uma lousa para desenhar. Tem parede com formas geométricas para encaixar e toda coberta de spinners! Em outra área da Casa de Brincar, o piso é adesivado com um mapa com as ruas do Porto. Sobre ele, blocos do jogo "Pequeno construtor". Um painel colorido, feito de pôsteres lambe-lambe, conta um pouco do visual do Porto do Rio.


LUIZA BOTTINO E VALESKA ULM 01

Espaço Tem.po (Luiza Bottino e Valeska Ulm)

A narrativa do espaço acontece no diálogo entre o passado e o presente e é traduzido na escolha de peças de antiquário, carregadas de histórias, combinado com móveis brasileiros contemporâneos assinados por José Zanine Caldas, Zanini de Zanine e Hugo França, que sintetizam em suas criações o valor pelo “feito à mão”. Os principais materiais usados no espaço são o concreto, o  tijolo, e a madeira. Alinhada ao movimento do Porto de ir e vir, a dupla desenhou quatro chaises que, com leveza, deslizam através de um trilho sobre um bloco de concreto. O teto de madeira em forma de trama resgata os entrelaços das diversas histórias que por ali passaram.


MARIO SANTOS 01

Ilha nas Alturas (Mario Costa Santos)

Uma vida com menos pressa e mais equilíbrio. Esse é o conceito do loft que Mario Santos cria, numa parceria com a Booking.com. Para chegar ao espaço, o visitante passa por um corredor onde é projetada uma piscina com nadadores em movimento e tem a sensação de estar caminhando sobre a água. O acesso aos ambientes se dá por um túnel de ripas de madeira sobre uma ponte iluminada. Construído dentro de brises de madeira ecológica,  o loft tem ambientes interligados.  A suíte tem cama em dossel e cadeira de balanço. Na sala de estar, uma mesa de centro em granito preto, bruto, entra pela parede de brises e parece um trampolim para a exuberante vista.


MAURICIO NOBREGA 1

  1. ART GARAGE sports bar (Maurício Nóbrega)

    Grandes artistas começaram a trabalhar em suas garagens, assim como grandes esportistas. Esse foi o ponto de partida do projeto de Maurício Nóbrega para o ART GARAGE sports bar, que reúne área de estacionamento, quadra de basquete, bar e galeria de arte. Com mobiliário garimpado em antiquário e peças do acervo do arquiteto, além de móveis de estilo contemporâneo, o espaço tem ainda iluminação dramática de Maneco Quinderé, criando um clima vintage. Nas paredes, pinturas de arte urbana dão o tom surpreendente e  "contestador" ao espaço. O projeto trata ainda da paixão por automóveis e do prazer em curtir a vida, apresentando o Renault Captur, carro oficial da mostra, como mais um objeto de arte do morador.


     

MONIQUE PAMPOLHA HANNAH CABRAL 01

  1. Ap. Y (Studio MH Arquitetura - Monique Pampolha e Hannah Cabral)

As arquitetas criam para um jovem casal da Geração Y um estúdio descontraído, com tons que vão do cinza ao rosa. Uma das principais estratégias do projeto é abrir mão de alvenaria para dividir os ambientes. A setorização foi adotada com recursos como diferença de níveis, painel de ferro vazado e marcenaria, com a preocupação de criar um eixo linear da entrada até o janelão, onde está o ponto de interesse: a bela vista da Zona Portuária. Um destaque do projeto é a ampla cozinha, que, com um pórtico em marcenaria, demarca o ambiente. Para dar um ar de imponência à suíte, a cama foi elevada, propiciando melhor visualização da Baía de Guanabara.


PAOLA RIBEIRO 01

SPA Deca (Paola Ribeiro)

Um conjunto de estímulos sensoriais que tornam a experiência do visitante memorável. No lounge de entrada do SPA, caixas de acrílico expõem os metais da Deca como joias, com iluminação de Maneco Quinderé. Então, se inicia o circuito: chuveiros, espreguiçadeiras, sala de massagem, banho de imersão.  O percurso, bem fluido, é feito através de cortinas de toalhas brancas. No mobiliário, Paola traz uma surpresa: as poltronas Esfera, de Ricardo Fasanello,  e Benjamin, de Sergio Rodrigues, originalmente de couro, foram forradas com toalha branca. Na outra ponta do SPA, Paola criou uma cozinha de chá, que remete a relaxamento, com tatame para degustação.


PATRICIA FENDT 01

Gabinete de Curiosidades (Patricia Fendt)

A expressão "gabinete de curiosidades", que designa lugares onde, na época dos descobrimentos, se colecionava objetos raros tanto da biologia como das realizações humanas, inspirou Patrícia a criar seu  espaço. O lounge inclui uma bancada com banquetas Girafa de Lina Bo Bardi e estantes cheias de livros e artefatos curiosos. Num outro ambiente, um sofá central em L − grande e sem encosto − e uma luneta estimula os visitantes a usufruirem da vista. Para Patrícia, seu lounge é um lugar de acúmulo de memórias. O ambiente inclui ainda uma poltrona de leitura, quadros e fotos de artistas contemporâneos, esculturas e espécies raras de plantas.


PAULA NEDER E LUIZ FERNANDO GRABOWSKY 01

Espaço CoLab (Luiz Fernando Grabowsky e Paula Neder)

Criado a quatro mãos por amigos que têm estilos de projetar bem definidos, o Espaço CoLab é pensado como o living de uma residência. Os destaques são o sofá, de linhas curvas, que recebe os convidados dos dois lados; o balanço suspenso de couro, confortável e convidativo; a poltrona Maas, com estrutura em lâmina de cobre e a estante de aço carbono. O teto de gesso se prolonga numa pérgula de madeira e conduz o olhar para a vista, além trazer leveza ao ambiente. As obras de arte são um capítulo à parte: o painel de mosaico de Paulo Werneck, com destaque para o Cristo Redentor e os quadros do Coletivo Muda, uma referência à arte urbana no ambiente.


CAMILA SIMBALISTA PAULA WETZEL 01

Refúgio do Consultor de Arte (Paula Wetzel e Camila Simbalista)

Inspiradas num personagem de um livro de Marcel Proust, Paula e Camila criaram um refúgio onde o morador trabalha, relaxa, recebe amigos e reúne seus objetos mais estimados. O estúdio se estrutura a partir do trabalho de marcenaria. As arquitetas procuram valorizar a arte dentro de um espaço pensado não apenas para exposição das peças, mas privilegiando a ligação que o personagem tem com elas. A mesa Dinn, de Jader Almeida, para trabalhar, a poltrona e o pufe Underconstruction, de Pedro Paulo Franco, para relaxar, um piano e as obras de Ascanio MMM, Reynaldo Fonseca e Antonio Bokel, dentre outras, são algumas das peças que representam o conceito.


RAF ARQUITETURA 01

Espaço Tishman Speyer (RAF Arquitetura)

A história da Tishman Speyer e de seus prédios mais famosos − como o Rockefeller Center e o Chrysler Center, nos Estados Unidos, que são referências mundiais − é contada em painéis num lounge multifuncional de 115 m², que recepciona o visitante e distribui para ambientes diversos: área de estar, área de reunião, bar, sala multimídia e sala de projeção. No espaço, há uma mesa digital interativa que vai mostrar onde a empresa está no mundo e seu portfólio. Todo o espaço foi revestido por planos e geometrias que insinuam levar o visitante a uma dimensão “ fora da caixa”. Esses elementos foram decompostos da logomarca da empresa, o "T" e o "S".


RAF ARQUITETURA 9 ANDAR 31

9º andar (RAF Arquitetura)

A CASACOR apresenta uma proposta voltada às empresas, com três exposições num andar inteiro. A primeira é uma projeção em sala escura sobre o impacto da revitalização do Porto Maravilha para o Rio de Janeiro. A segunda é a apresentação de um ambiente corporativo, pronto para ser ocupado por uma empresa. O espaço inclui mesas de trabalho, com mobiliário da empresa suíça Vitra, sala de reuniões e café. Por último, numa área de quase mil metros quadrados, a RAF criou três espaços corporativos − para uma companhia de óleo e gás, um escritório de advocacia e uma empresa de coworking − que só podem ser vistos através da realidade virtual, com óculos 3D. 


RAUL MORAS E FERNANDA BESSONE 07

Bilheteria (Raul Moras e Fernanda Bessone)

Com a missão de iniciar o visitante na experiência CASACOR, Raul e Fernanda criaram uma bilheteria convidativa, com uma estética industrial chique. A novidade fica por conta dos boxes dispostos na parede lateral para que os visitantes guardem bolsas e outros volumes. O objetivo é apresentar ao público o conceito de self-storage, bem difundido nos Estados Unidos. Semelhante à estrutura dos galpões industriais, o espaço tem instalações aparentes, com iluminação feita com leds. Uma parede de cobogó cimentício  com partes que se transformam em vasos de flores traz aconchego ao ambiente. Destaque para o balcão de pedra, no tom da pedra sabão.


ROBERTA NICOLAU 01

Mercearia da Casa (Roberta Nicolau)

Uma escultura de madeira em formato de painéis pivotantes marca a entrada e faz a setorização: de um lado, mercearia, e, do outro, pizzaria. Para receber os visitantes, há uma jabuticabeira no centro do salão. Na mercearia, o destaque é uma bancada compartilhada com estrutura de aço e tampo de pedra preta. Na pizzaria, o ambiente é mais sofisticado, com conjuntos de mesas e cadeiras de designers brasileiros. A luminária, com 50 pendentes tube, chama atenção. A mistura de texturas nos revestimentos − cimento queimado, tijolos, pedra − resulta numa combinação contemporânea. Na fachada, uma grande jardineira cria a sensação de se estar numa varanda.


RODRIGO BEZE CARLOS CARVALHO E CAIO CARVALHO 3

Loft (U) (Rodrigo Béze, Carlos Carvalho e Caio Carvalho)

Um loft projetado para um casal. Dois homens? Duas mulheres? Um homem e uma mulher? O Studio Ro+Ca quebra tabus com o projeto para o casal U, de “Undefined”. Um espaço sem sexo, sem rótulos! Com as estruturas do edifício expostas, piso ora cimentado, ora de madeira, divisórias que delimitam espaços em ferro e vidro canelado, o loft tem atmosfera industrial. Paredes só onde são de extrema necessidade, como o banheiro, que está dentro de um cubo preto. No quarto, a cama vem sobre um tablado de concreto.  A cozinha é de um material novo, chamado fenix − anti-manchas, resistente a atritos e que permite a reparação de riscos por ação do calor.


THAIS PARAHYBA 01

Loja da Casa (Thais Beraha Parahyba)

Thais Parahyba criou uma loja onde marcenaria, paredes e teto interagem, de maneira que os objetos de decoração e antiguidades da Lalla Bortolini ficam integrados ao ambiente. Toda a frente da loja é aberta com duas grandes vitrines, uma em cada lado de uma grande porta de ferro pantográfica, garimpada num galpão de coisas antigas. No fundo da loja, uma composição com três monitores, como se fossem quadros vivos, exibem fotos de produtos, numa sessão feita especialmente para a mostra, onde os objetos interagem com a natureza e diversos ambientes. Uma grande estante recebe as peças inconfundíveis, com nichos grandes para as mais imponentes.


VERA REBELLO 01

Oficina de flores (Vera Rebello)

Um projeto pensado para ser simples, sem ser simplório, e leve, sem concorrer com a beleza das flores. Vera cria um pergolado com orquídeas, que serve de base para a iluminação. Como a estrutura é vazada, ela não tira o conforto térmico e visual do pé-direito alto, que fica aparente. Em vez das óbvias prateleiras de uma loja, um bufê, com várias gavetas abertas, uma escrivaninha e uma escada antigas, além de uma estante vermelha, são pontos de apoio para as protagonistas do espaço: as plantas. O antigo mesão e os bancos servem tanto para expor as espécies quanto como bancada e assento para os participantes dos workshops nos dias de aula.

Edição atual


capa041
Comprar versão impressa

[+] News

Mi Buenos Aires querida

15 Outubro 2019
Mi Buenos Aires querida

Cidade encanta pela cultura, costumes e muita beleza

Um apê cheio de memórias

15 Outubro 2019
Um apê cheio de memórias

Reforma revitaliza imóvel dos anos 50 , sem perder a identidade da obra original

Mostra infantil

15 Outubro 2019
Mostra infantil

Ameise Design inaugura ambientes assinados e apresenta nova coleção

Novo espaço

15 Outubro 2019
Novo espaço

branco.papel de parede arma coquetel para celebrar mudança de endereço

Beleza eterna

11 Outubro 2019
Beleza eterna

As rochas naturais, aplicadas em pisos e bancadas, levam textura e elegância 

Respected by Gaggenau

10 Outubro 2019
Respected by Gaggenau

Ação valoriza o trabalho de pequenos produtores

Um lar feito de histórias e afeto

09 Outubro 2019
Um lar feito de histórias e afeto

Decoração envolvida por mobiliário e objetos passados de geração em geração

Casas modulares

09 Outubro 2019
Casas modulares

Projetadas por arquitetos de renome, elas são sustentáveis e de obra rápida e limpa

Um refúgio para compartilhar a vida

08 Outubro 2019
Um refúgio para compartilhar a vida

Totalmente integrada, cabana de 50 m² unifica áreas interna e externa

5 dúvidas sobre...cubas para banheiro

08 Outubro 2019
5 dúvidas sobre...cubas para banheiro

Lucianne Korn explica os diferentes modelos e dá dicas para a escolha certa

Olhar Além

08 Outubro 2019
Olhar Além

Poltrona Vitrúvio

Suíte Design

08 Outubro 2019
Suíte Design

D&D Hotel Design

Luz e amplitude em 48 m²

07 Outubro 2019
Luz e amplitude em 48 m²

Com layout repaginado, apartamento reflete a personalidade do casal

Cor e marcenaria como aliados

07 Outubro 2019
Cor e marcenaria como aliados

Apartamento aposta em móveis customizados e paredes de diferentes tons 

Sonhos sob medida

04 Outubro 2019
Sonhos sob medida

Apê de 35 m² ganhou ambientes mais espaçosos e charmosos acabamentos

© 2017 Revista it Home | Todos os Direitos Reservados | Tel. (11) 2673-5141