Divisórias vazadas

Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no facebook
Compartilhar no email

Capazes de delimitar ambiente sem segregar, as divisórias vazadas são soluções inteligentes para diferentes projetos

 

Fotos: Sidney Doll

 

Elegantes, leves e funcionais, as divisórias vazadas  podem funcionar como elementos decorativos e também como delimitadoras de ambientes, muitas vezes substituindo uma parede e tornando o projeto mais fluido. “Com a alta por ambientes integrados, os elementos vazados passaram a aparecer com força em projetos como uma forma de delimitar sem segregar”, apontam as arquitetas Carol Multini e Marina Salomão, do Studio Mac.

 

Segundo as profissionais, as divisórias vazadas agregam diversas vantagens num projeto. “Elas são uma alternativa sustentável, pois permitem a passagem de luz e ventilação”, explicam. As divisórias também são de fácil instalação, sendo uma alternativa mais econômica quando comparado a construir uma parede, e ocupam menos espaço, por sua pequena espessura. Para escolhê-las, porém, é necessário levar em conta qual o efeito desejado. “Uma divisória pode vedar ou delimitar ambientes. Se a ideia é a busca por privacidade, o ideal é apostar em divisórias fechadas, como painéis ripados. Agora, para algo mais leve e fluido, os elementos vazados são perfeitos”, dizem.

 

Disponíveis em diversos formatos e materiais, as divisórias vazadas podem aparecer em todo estilo de projeto. “Elas são mais do que um elemento construtivo, influenciando também na estética”, afirmam as profissionais do Studio Mac. Atemporal e extremamente versátil, a madeira é uma escolha segura para a criação de um belo elemento vazado. “Existem também as de metal, ótimas para ambientes mais industriais, e até os cobogós cerâmicos, mais retrôs e cheios de brasilidade”, apontam. Seus desenhos e recortes também são dos mais variados. “Arabescos e elementos geométricos estão em alta na decoração, sendo uma ótima aposta”, opinam Carol Multini e Marina Salomão.

 

Abaixo, as profissionais do Studio Mac separaram diversas inspirações de como utilizar as divisórias vazadas em ambientes. Confira!

 

Em apartamento pequeno

Para aproveitar cada cantinho desse apartamento de pequena metragem e não comprometer a sensação de amplitude que os ambientes integrados causavam, as arquitetas do Studio Mac apostaram na divisória vazada de MDF revestido em PET, da Mentha, para delimitar o estar e a cozinha. “O painel vazado se tornou elemento decorativo e ainda garantiu fluidez”, apontam.

 

No quarto das crianças

Para o quarto desses dois irmãos, Carol Multini e Marina Salomão apostaram na divisória para garantir que cada um tivesse seu espaço privativo, mas sem perder a integração. “Por ser um elemento vazado, ela permite que as crianças estejam juntas e interajam, mas ainda assim tenham delimitado o espaço de cada um no quarto”, dizem. Feita em MDF que recebeu pintura, ela também criou uma simetria interessante no aposento.

 

Em ambiente de escritório

Versátil, o elemento vazado também pode ser explorado em ambientes corporativos, como mostram as arquitetas do Studio Mac. Para garantir uma atmosfera descontraída, o painel da Mentha foi essencial – ele separa, sem segregar, a área de trabalho da copa. “Dessa forma, as funções de cada ambiente ficam bem definidas, mas ainda é possível ver e conversar facilmente”, apontam.

Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no facebook
Compartilhar no email

LEIA TAMBÉM

O balcão é o destaque

Um grande balcão de pastilhas azuis cria  a ponte de conexão entre…

Frescor e sofisticação

Projetado para duas irmãs, o apartamento de 330m² tem décor atemporal, com…

Interruptor Wi-Fi

Novo interruptor permite controlar a iluminação da casa à distância, podendo acender…