fbpx

Recomeço

Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no facebook
Compartilhar no email

Em busca de praticidade para o novo momento de vida, moradora troca imóvel de 300 m² por este simpático e aconchegante apê de 85 m²

 

A proprietária deste apartamento com 85m², no Leblon, é uma mulher separada, na faixa dos 60 anos, que morava em outra cidade em um imóvel bem maior, com 300m2, e decidiu se mudar para o Rio de Janeiro em busca de uma vida mais prática. Para ajustar no novo lar à nova fase de vida, ela encomendou ao escritório do arquiteto Henrique Ramalho um projeto de reforma geral de todos os cômodos, incluindo a decoração. “A cliente queria uma casa bastante prática e fácil de manter e que todo o espaço fosse muito bem aproveitado, já que ela veio de um apartamento com mais que o triplo do tamanho do atual”, reforça Ramalho, que apostou em uma arquitetura de interiores visualmente limpa, mas, ao mesmo tempo, acolhedora.

 

apartamento 85 m²
Fotos: Juliano Colodeti / MCA Estudio | Produção visual: Jefferson Stunnes

 

Entre as principais alterações na planta original, o arquiteto revela que eliminou a parede que separava a cozinha da sala, não só para amentar um pouco o tamanho da área social, como também para integrar os dois ambientes. E que também criou um segundo banheiro que não existia no imóvel para transformar um dos quartos em suíte.

 

sala e cozinha

 

Na decoração, todo o mobiliário é novo, com ênfase em peças de estilo moderno e forte apelo estético, mas sempre respeitando o pedido da cliente de ter um lar com personalidade e cara de casa. Na sala, todos os móveis são assinados, com destaque para a mesa de jantar, com pé em cobre e tampo de pedra, desenhada por Jader Almeida. “Do acervo da moradora, foram aproveitados apenas alguns objetos de decoração”, revela Ramalho.

 

sala do apartamento de 85 m²

 

Na sala, o arquiteto apostou em uma base neutra, pontuando com cores apenas nos quadros e nas banquetas altas Bossa, também do designer Jader Almeida, encomendada com acabamento em laca azul.   “A ideia foi criar uma atmosfera mais descontraída, mas evitando cores que cansam ao longo do tempo”, justifica ele.

 

cozinha aberta

 

Na cozinha aberta para a sala, por se tratar de um ambiente compacto, o arquiteto também lançou mão de cores neutras e de um minucioso detalhamento da marcenaria para aproveitar cada cantinho dela. “A decoração do apartamento como um todo segue um estilo moderno, sem ser clean. O aproveitamento do taco existente e as soluções em marcenaria com acabamento em freijó natural contribuíram para deixar o apartamento mais aconchegante”, avalia ele.

 

sala de jantar

 

Por fim, no quarto da moradora, a combinação da cor azul Nimbus (tom acinzentado) aplicada na parede com a marcenaria em freijó natural contribuiu para criar uma atmosfera relaxante e sutilmente romântica, sem cair no clichê dos quartos femininos.

 

quarto

 

“Meu maior desafio neste projeto foi otimizar ao máximo a ocupação dos espaços, já que se trata de um apartamento compacto, e fazer com que a cliente se sentisse acolhida e confortável no novo imóvel, mesmo sendo ele bem menor do que anterior”, conclui Ramalho.

 

 

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no facebook
Compartilhar no email

LEIA TAMBÉM

Neutro e atemporal

O projeto deste apartamento de 137 m² aposta em uma paleta de…

Tons claros e luz natural

Décor minimalista, luz natural e ambientes integrados prevalecem após reforma promovida neste…

Cozinhas retrô 

Para resgatar a memória afetiva e tornar os ambientes ainda mais acolhedores,…