fbpx

Reforma econômica

Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no facebook
Compartilhar no email

Pretende reformar a casa sem gastar muito? A arquiteta Karla Patrícia, da Norden Arquiteura, dá dicas para uma obra prática e econômica

 

Por Helena Mastrobuono

 

Com o desafio de reformar um casarão de 450m², com um orçamento restrito a R$ 133,00 por metro quadrado, a arquiteta Karla Patrícia teve de se reinventar e fazer mais com menos. A casa de 38 anos foi comprada pela empresária Júlia Galvão com o objetivo de transformar o ambiente na nova sede de sua marca de roupas, a Ambrô.

 

reforma rápida e econômica
Júlia em frente ao casarão antes da reforma

 

A ênfase do projeto foi transformar o ambiente em lugar de afeto e aconchego, com uma reforma rápida e econômica sem abrir mão da segurança. Para isso, a arquiteta da Norden seguiu algumas dicas, que compartilha com a gente:

 

1. Fique de olho nas promoções! Muitas vezes, algo que precisaria ser comprado pode ser reaproveitado do próprio ambiente. Quando esse não é o caso, o ideal é se manter ligado nas promoções e sempre buscar os menores preços. “A Júlia aproveitou promoções de pendentes e outros objetos; ela ia me ligando e mandando fotos daquilo que gostava para a gente avaliar se fazia sentido para o projeto. Assim, conseguimos adaptar muitas boas ideias com um custo menor”, conta Karla.

 

2. Busque alternativas que caibam no orçamento. A pintura, por exemplo, muitas vezes é uma opção econômica e de grande efeito. Na área externa do casarão, ao invés de trocar o piso de cerâmica antigo e rachado por um novo – que além de mais caro tomaria mais tempo de obra -, a arquiteta optou por pintá-lo usando tinta epóxi, específica para esse tipo de revestimento.

 

 3. Iluminação natural vai longe! O aproveitamento máximo da luz natural não só é uma medida de economia no momento de comprar lustres e abajures, mas também na hora de pagar a conta de luz. “(…)Assim economizamos nas peças, mantivemos o fluxo luminoso necessário e ainda geramos uma economia futura de energia”, explica a arquiteta.

 

4. Eleja prioridades. Com um orçamento restrito, você deve fazer escolhas. Priorize os ambientes ou móveis mais importantes para que esses recebam uma parte maior da verba. No caso da Ambrô, a sala onde a Júlia recebe os clientes foi o ambiente priorizado, ganhando textura grega nas paredes, trabalho artesanal de pedraria no piso e decoração cheia de detalhes.

 

Antesala onde os clientes da Ambrô são recebidos   

 

Seguindo todas essas dicas, o resultado não poderia ser diferente: uma reforma rápida e gastando pouco, que ficou do jeitinho imaginado pela cliente. “Desde que vi o casarão pela primeira vez, ele me remeteu ao sentimento de acolhimento, algo que sempre destacamos na nossa forma de trabalhar”, conta Júlia.

 

pós reforma gastando pouco
Frente do casarão após a reforma

 

E você, agora que sabe dessas dicas, quando vai iniciar a tão sonhada reforma?

 

Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no facebook
Compartilhar no email

LEIA TAMBÉM

Cozinha gourmet

Perfeita para receber família e amigos, a cozinha gourmet foi a protagonista…

Do clássico ao contemporâneo

Em projeto jovial e dinâmico, os arquitetos da Fantato Nitoli transformaram apartamento…

Urbano e cosmopolita

Projetado pela LL Arquitetura e Interiores, o loft com 50 m² ganhou…