fbpx

Set design: como experimentar essa arte?

Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no facebook
Compartilhar no email

Por Nathaly Domiciano, colunista*

 

Vocês já ouviram falar no conceito de Set Design? Na tradução, o termo se refere a cenografia, mas em um modo específico – diz respeito ao produto a ao experimento que é proposto para persuadir o consumidor e o usuário.

 

Uso de materiais simples que podem fazer alusão a outros, texturas que se complementam ao produto, efeito de luz e sombra são algumas das possibilidades quando trabalhamos com o Set Design. E porquê ele pode ser de grande potencial e valor para o design de produto e até mesmo para a Arquitetura de interiores?

 

Porque essa modalidade do design nos faz entender alguns conceitos primitivos sobre o que encanta e atrai o desejo das pessoas – a posição da decoração, a forma como os elementos são expostos, a composição cromática, a sobreposição, a proporção – tudo isso são fatores que mudam a nossa percepção e o Set Design nos orienta na criação de conceitos mais bem estruturados e fundamentados. Mas, claro, ele também é ideal para a área comercial. Vamos conferir de perto como isso pode funcionar e, inclusive, te ajudar a entender mais algumas regras estéticas do design:

set design

 

Nas 4 imagens acima, um formato estético foi pré-estabelecido: um minimalismo de tons pastel, de formas bem definidas, com equilíbrio e proporção em todos os espaços da foto. Todas elas passam uma mensagem e um atrativo, vejamos juntos: na primeira imagem à esquerda, uma composição que deseja valorizar as texturas e um equilíbrio “mágico” entre os seus elementos. Já no segundo caso, o efeito de luz e sombra traz um aspecto lúdico para a composição e passa o interesse ao público – pode ser uma campanha, uma imagem de lançamento para algo, um conceito mais abrangente. A gente só entende que gosta do que está  vendo.

 

Nas últimas duas últimas imagens, é utilizado um Set Design para produto, no caso um sapato e uma composição de mesa/totem com um vaso. Nos dois casos, os tons de cinza, rosé e esverdeados são a base cromática e os produtos ocupam posição central para criar o molde atrativo, sendo posicionados quase como um “troféu” para o consumo. Nesses momentos, podemos incorporar essa estética para dentro dos projetos de Arquitetura e interiores também. Como? A partir do estudo da proporção e da intenção: pensar na simetria ou assimetria para criar um efeito de desconexão, procurar entender quais são os elementos centrais de composição do seu espaço, qual a proporção de cores que será utilizada. Qual a intenção delas? Ser inusitado, ousado, expressivo, lúdico? Todos esses conceitos que trabalhamos no Set Design também podem ser ramificados para a Arquitetura.

 

Vamos conferir algumas outras formas de uso do Set Design a partir de um aspecto comercial para apresentação de marca, afinal, não podemos pensar somente no espaço, mas em como nos apresentamos ao público e isso vale para os studios, escritórios, lojas e até mesmo fábricas.

 

Nas duas imagens a seguir, que são da minha criação para a divulgação da minha Agência de Comunicação, me baseei nos fundamentos do Set Design a partir da exploração dos outros sentidos, como a visão, o tato, o olfato e o paladar.

 

conceito de set design para gastronomia

 

Essa imagem acima poderia ser voltada à gastronomia para exposição de um novo doce, mas nesse caso, decidi utilizá-la para fazer uma brincadeira com a expressão “cereja do bolo” e dizer que, no caso da Agência, não precisa ser só uma cereja – pode ser até uma framboesa, criando em uma imagem um conceito, um partido e ainda uma comunicação mais informal e divertida.

 

 

Já nesta outra imagem, usamos a cartela de cores que representa a marca para falar sobre identidade visual e papelaria criativa, por isso o destaque vai para a sacola que segue as mesmas tonalidades. Ou seja, o Set Design traz enredo e conta uma história sem precisar dizer uma só palavra.

 

E para vender o seu produto? Caso você trabalhe com outras áreas criativas e humanizadas, podemos usar o Set Design para revelar mais detalhes dos seus serviços e também da materialização dele em produtos. Vamos conferir alguns exemplos abaixo:

 

Para o segmento da joalheria e também da gastronomia, que tal experimentar fotos que valorizem o produto de uma maneira conceitual e, sobretudo, humanizada? Essa é exatamente a proposta do Set Design quando cria desejo a partir do cenográfico, da ambientação e de materiais simples, como um fundo infinito ou papéis coloridos, ressaltando o material do produto, a textura e as cores.

 

Isso vale para qualquer área? Com certeza, inclusive para o Social Media e para todas as estratégias digitais que estamos utilizando para continuar apresentando nossos projetos:

set design no social media

Imagens que passam um conceito e fazem com que a gente se sinta pertencido também é um dos pilares do Set Design. Quem nunca precisou de umas boas xícaras de café para manter a energia de continuar criando conteúdos para movimentar a rede social? Ou talvez para conseguir finalizar aquele projeto que está em uma incalculável revisão?


Essas imagens criativas que geram atratividade e conexão, na verdade, são as responsáveis por utilizar um fator comum: a humanização. Poderia nessas mesmas imagens estar vendendo xícaras, o café, a roupa azul ou o serviço de Social Media, percebem?

 

E agora que vocês conhecem um pouco mais desse universo, que tal explorar no próximo projeto ou na exposição do seu novo serviço e produto? Depois compartilhem com a gente os resultados.

 

 

Nathaly Domiciano é designer e especialista em design de superfícies, coolhunting, biofilia e design multissensorial

Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no facebook
Compartilhar no email

LEIA TAMBÉM

Alugado e com a cara do dono

Sem quebra-quebra, arquiteta Guta Louro renova os interiores deste apartamento com 60m2, em…

By Gabs no Iguatemi

Deby Oizerovici e Gaby Schattan abrem corner especial no Shopping Iguatemi com…

30 m² bem resolvidos

Adquirido ainda na planta, esse apartamento de apenas 30m² foi comprado por…