fbpx

Universo geek

Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no facebook
Compartilhar no email

A arquiteta Claudia Novaes uniu inspiração geek e oriental no projeto de reforma e atualização do espaço Bodogami, em São Paulo

 

Por Helena Mastrobuono

 

Projetado pela especialista em arquitetura gastronômica Claudia Novaes, do escritório Cn Dois Arquitetura, o espaço Bodogami passou por uma completa reforma, que representou a mudança na estratégia de negócios da marca. “O Bodogami nasceu como uma loja online de venda e aluguel de jogos de tabuleiro, mas se atualizou para ser um espaço agradável para que os clientes pudessem jogar durante todo o dia e ainda apreciar a gastronomia oriental”, explica a arquiteta.

 

Assim surgiu a ideia de unir os jogos com uma Yaketeria – um restaurante de espetinhos tradicionais japoneses – e bar, próximo da Praça da Liberdade.

 

lúdico, geek, oriental
Salão une inspirações do universo geek

 

Com 500 m², o ambiente ganhou inspirações do mundo oriental e do universo lúdico. O foco do projeto foi o aconchego dos visitantes, com destaque para a iluminação e acústica. “Como a fachada é tombada, não era possível trabalharmos com uma grande intervenção. Dessa forma, a saída foi apostar em uma pintura branca que nos possibilitou destacar o letreiro. Nossa proposta, então, foi desenvolver o conceito do Bodogami no salão interno, criando um espaço que fosse agradável e confortável para que os clientes passassem horas jogando”, diz Claudia.

 

Para unir os universos geek e oriental, a arquiteta apostou em uma base sólida e séria, com o uso de madeira e concreto, e utilizou as cores em pontos estratégicos, remetendo ao mundo gamer. “A inspiração veio da união do universo dos games com a cultura japonesa, resultando num restaurante clean, mas estimulante”,  conta a arquiteta.

 

universo geek, oriental, games
As cores são utilizadas em pontos estratégicos

 

Prezando pelo conforto acústico dos clientes, o ambiente foi revestido por forro acústico, de forma a atenuar os gritos e comemorações característicos da jogatina. Para complementar, uma estrutura de madeira composta por hexágonos, formato muito presente nas peças de jogos de tabuleiro, rebaixa visualmente o pé-direito, conferindo mais aconchego e muita leveza.

 

No quesito iluminação, Claudia enfrentou um desafio: “precisava criar um projeto luminotécnico que atendesse bem às mesas grandes e pequenas, permitindo fácil leitura dos cardápios e regras de jogo, sem fazer muita sombra”, conta. A saída encontrada foi utilizar diversas luminárias para compor o projeto de iluminação, o que propiciou conforto visual aos clientes e jogadores.

 

Dividido em dois pavimentos, o espaço comporta 60 pessoas. “No subsolo, alocamos a área de funcionários, estoque, escritório, câmara frigorífica e pré-preparo de carnes”, explica a arquiteta. Já no andar superior, encontram-se a cozinha e a área do salão.

 

geek, games, oriental
Cozinha e salão

 

O salão foi pensado de forma a melhor atender os clientes, com layout versátil, mesas que comportam tanto as refeições quanto os jogos de tabuleiro e até mesmo paredes revestidas com tinta de lousa. O piso de porcelanato une praticidade e a estética convidativa da madeira, se misturando, em alguns cantos, com as estruturas hexagonais do teto – o que faz alusão a um tabuleiro. “Esse mosaico sobe para a bancada e parede do atendimento, formando um desenho instigante”, finaliza Claudia. 

 

+ PRA VOCÊ: Dos bares aos lares

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no facebook
Compartilhar no email

LEIA TAMBÉM

Café modernista

Conheça o Café Modernista, espaço projetado pela arquiteta Priscila Cox na CASACOR…

Salas de banho

Inspirações e revestimentos para transformar o seu banheiro num verdadeiro spa dentro…

Os banheiros da Casacor

Quem aí também gosta de dar uma espiadinha nos banheiros por onde…