fbpx

Lúdico e funcional

Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no facebook
Compartilhar no email

Tendência para o quarto infantil é reunir num lugar só brincadeiras, interatividade e muito conforto para os pequenos

 

quarto de criança
Quarto infantil deve ser lúdico, prático e aconchegante, como este projetado pela arquiteta Ana Rozenblit | Foto: Kadu Lopes

 

Repletos de energia e de personalidade, crianças e adolescentes merecem um recanto que tenha a cara deles. “Com a pandemia, todos nós percebemos a importância de termos dormitórios com atmosfera aconchegante e layouts multifuncionais, incluindo os pequenos. Junto com a proposta de cada projeto, é fundamental oferecermos a eles as sensações de recolhimento, tranquilidade e liberdade”, conta a arquiteta Ana Rozenblit, à frente do escritório Spaço Interior.

 

Nos projetos para os públicos infantil e teen, além do descanso em si, o quarto é o ambiente da casa onde os limites são cruzados e tudo é possível – com os devidos pontos de atenção. Pensando neles, o universo particular vem acompanhado por elementos lúdicos que podem se transformar tanto em um parque de diversões ou levá-los à fantasia da história de um personagem – não esquecendo, claro, de prover as condições de relaxamento e bem-estar que permitam o desenvolvimento em todos os aspectos.

 

Já para os pré-adolescentes, o projeto deve fugir dos tons infantis, apostar em cores intensas e incorporar o seu jeito de ser. “Em linhas gerais, o conjunto básico de um mobiliário se consiste em cama, armários e um canto para estudos, que devem ser conectados com itens decorativos que deixem bem claro seu gosto e estilo”, aponta Ana.

 

Experiente na produção de projetos residenciais para famílias com crianças e adolescentes, a arquiteta relaciona as principais dicas e tendências do décor para a realização de quarto infantil e juvenil.

 

Presença da cor do ano 2022 da Pantone

 

Quando os filhos são pequenos, definir a decoração do quarto é uma tarefa divertida para os pais. O desafio real é conceber um projeto que permita a adaptação do espaço à medida que crescem, retirando a perspectiva infantil e adicionando traços que darão uma cara nova ao dormitório de quem está entrando na etapa da adolescência.

 

quarto na cor pantone 2022
Com estilo moderno, o dormitório da menina de 10 anos foi projetado por Ana Rozenblit com a predominância do branco, que se destaca na marcenaria e no tom claro do papel de parede com motivo em chevron. O toque de cor ficou reservado para a escolha do ano de 2022 da Pantone, o Very Peri, que marca presença em detalhes da marcenaria e no enxoval | Foto: Kadu Lopes

 

 

Clean, o projeto de Ana Rozenblit para a pequena moradora – a filha do casal, com 10 anos –, se mostra em sintonia com as tendências do décor. Junto com um layout concebido para acompanhar o seu crescimento, a marcenaria, predominantemente branca, ganhou toques da cor do ano 2022 da Pantone, o Very Peri. “O bacana é que atendemos um pedido dela, que gosta dessa tonalidade de roxo”, lembra a arquiteta.

 

Na execução, os pais pediram também para que o quarto fosse amplo e contemplasse uma área de estudos – solicitação plenamente atendida por meio da bancada instalada na parede e que, por sua vez, sua extensão possibilitou um espaço de penteadeira, com direito à gaveta com vidro, que simplifica a visualização superior das bijuterias, armário para guardar os itens pessoais e um espelho. No tocante ao roxo, um aspecto importante a ser destacado foi o olhar de Ana, que inseriu o tom em peças que podem ser facilmente substituídas. “Esse cuidado é muito importante, pois nessa fase as predileções mudam muito rapidamente. Além disso, a estrutura do projeto está pronta para acompanhar a trajetória de crescimento da pequena”, revela.

 

Interatividade e estímulo no dormitório

 

Diversão faz bem e toda criança aprova! No projeto empreendido pelo Spaço Interior para o filho dos moradores, a base sóbria, com o cinza presente nas paredes, tapete, cortina e o enxoval de cama, conta com o aconchego do piso de madeira e o mesmo tom presente na escrivaninha disposta bem próxima à janela.

 

Quarto infantil com parede de escalada
No quarto do menino, além da concepção essencial, a diversão de uma parede de escalada para o morador mirim! | Projeto Spaço Interior | Fotos: Kadu Lopes

 

A arquiteta executou um décor de interiores que permitiu inserir as predileções do menino, bem como itens que enfatizam os momentos de sua vida. Ao lado do cantinho de estudos, a marcenaria com armário superior e inferior ‘emoldurou’ a coleção de bonecos dispostos no nicho em ‘U’ e a coleção de medalhas, fruto das conquistas nas competições escolares. O lado aventureiro do menino pode ser exercitado com a parede de escalada instalada por Ana Rozenblit. Para tanto, o papel de parede com efeito pedra simula a “montanha” que ele subirá. “Pensando no bem-estar e na tranquilidade dos pais, buscamos agarras infantis que permitem a escalada com toda segurança”, recorda a arquiteta.

 

Na parede ao lado da cama – produzida em marcenaria planejada e que apresenta uma parte inferior para guardar colchonetes que permitem receber os amiguinhos que o visitam para brincar e dormir –, a oportunidade de revelar outra paixão da criança, o futebol. Junto com o adesivo de um campo de futebol, as bolas mostram como fazem parte do seu dia a dia.

 

Aconchego com o décor escandinavo

 

Com 15 anos, a jovem moradora já sabia muito bem o que queria. Em seu dormitório, solicitou uma decoração inspirada no escandinavo, marcado pelo conceito minimalista, mobiliário de linhas retas, paleta de cores neutras, luz natural e a simplicidade no viver. A delicadeza sintetiza cada escolha efetuada pela arquiteta e a equipe do seu escritório. No espaço de dormir, o amadeirado claro deu forma à cama com cabeceira em palhinha e o móvel lateral, com suas extremidades arredondadas e o acabamento da base inferior também em palhinha. A leveza também é evidente nas duas prateleiras, que expõem quadrinhos, um varal iluminado com fotos Polaroid e a estrela do espaço: a guitarra rosa.

 

Quarto infantil com decor escandinavo
No quarto da adolescente, ares de romantismo e aconchego em um décor composto por materiais e uma paleta de cores que evoca o estilo escandinavo l Projeto Spaço Interior | Foto: Kadu Lopes

 

Para as horas de estudo, a escrivaninha acompanha atributos semelhantes e, no piso, um tapete com desenho geométrico nas tonalidades expostas no projeto como um todo. “A moradora gosta de cores bem claras, e queria um quarto aconchegante onde pudesse expor seu amor pela música. O destaque do espaço fica para o balanço suspenso instalado em um cantinho do quarto e que contribuiu com a proposta do décor. Perfeito para seu descanso e relaxamento”, afirma Ana.

 

Dormitório Gamer

 

Quarto gamer
A primeira dica para um quarto gamer é decidir a temática. Nesse projeto assinado por Ana Rozenblit, a marcenaria separou o lado de descanso e o lado da diversão/estudos l Foto: Kadu Lopes

 

Os pais do morador de 9 anos compartilham com a arquiteta Ana Rozenblit o desejo de propiciarem uma estética diferente para o dormitório do filho que, como toda criança, precisa estudar e adora jogar videogame. A aposta foi trabalhar com uma marcenaria que promoveu a divisão entre os momentos: de um lado, a cama e, do outro, a estrutura multiuso. “A mesa oferece a ergonomia ideal para as atividades escolares e para as horas em que acessa a internet. Gamers passam horas jogando, então é fundamental dispor de uma estrutura pensada para isso”, discorre a arquiteta. Além disso, a cadeira deve ser resistente, tanto na estrutura – uma vez que o jogador se movimenta bastante no tempo em que está sentado –, como também no material, ajustável para não causar tensões e mais ampla, para ‘abraçar’ todo o corpinho da criança.

 

Quarto infantil com cadeira gamer

 

Complementando o projeto, as costas recebeu um nicho para os livros preferidos e, na parte superior, a base da marcenaria, que pode ser acessada pela escadinha lateral, é mais um espaço para as brincadeiras do menino.

 

Quarto de colecionador

 

Desde cedo, cada criança ou adolescente revela um interesse específico. Seja por personagens específicos de uma história ou desenhos animados, um tipo de brinquedo ou um esporte, o fato é que esses objetos podem (e devem!) compor o décor de um quarto infantil.

 

Quarto do menino colecionador
Uma boa opção para decorar o quarto com sua coleção é a montagem de prateleiras, que são ideais para expor um volume grande ou apenas algumas peças de maior destaque no conjunto. No dormitório do menino, um projeto pensado para perdurar junto com o seu crescimento l Foto: Kadu Lopes

 

Para o menino de 7 anos, a arquiteta Ana Rozenblit entrou em cena para projetar quartinho com atributos que, conforme pedido pelos pais, pudessem ser usados na rotina do ambiente, como também entretê-lo. Os bonecos de super-heróis ganham espaço certo na prateleira e as bolas de futebol nos suportes instalados perto do teto. Mas como pegar a bola que parece tão alta para uma criança? A marcenaria diferente, que delimitou o espaço de estudos e outro cantinho para guardar os brinquedos, apresenta uma base que é prontamente acessada por uma escadinha lateral.

 

Quarto com mezanino para brincar
A base em marcenaria permite ao menino acessar facilmente os bonecos e bolas expostos

 

Pensando ainda na recreação, a hora de descer fica ainda mais animada com o mastro inserido no meio do dormitório. “Parecido com a peça vista pelas crianças nos filmes com bombeiros, da parte superior da marcenaria ele pode simplesmente escorregar. Sem dúvidas, se tornou um componente diferente e funcional”, conta Ana.

 

Esporte na rotina

 

Toda criança tem no esporte uma fonte de brincadeiras e dedicação. Mas além do futebol – que tem a bola como companheira inseparável –, como ajudar o adolescente que na bicicleta como sua parceira de atividades?

 

Quarto com bicicleta e parede de escalada
Bicicleta e parede de escalada são os destaques desse dormitório

 

No quarto desse garoto, o projeto não deixou de lado a ‘magrela’. Mais uma vez, a marcenaria foi a solução para desenhar os espaços com a cama posicionada próximo à parede, a escrivaninha para as horas de estudo e uma espécie de trilho de madeira que forma um ‘U’ ao percorrer duas faces de parede e o teto. A bicicleta é sustentada por ganchos fixados na parede.

 

nichos coloridos no dormitório

 

Mas a veia aventureira não para por aí! Com agarras para a prática da escalada na parede do quarto, o projeto ainda acrescentou nichos coloridos onde o jovem pode guardar os acessórios de outra prática: o skate.

 

+ PRA VOCÊ: Espaços repensados

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no facebook
Compartilhar no email

LEIA TAMBÉM

Minimalista e atemporal

A arquiteta Sabina Kalaoun, do Studio LAK, se muda com o marido…

Reforma completa

Apartamento ganhou ares de casa a pós a reforma que integrou ambientes…

A arte de Basiches

Arquiteto e artista plástico José Ricardo Basiches abre exposição Traços e Contextos…