fbpx

Mostra Artefacto

Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no facebook
Compartilhar no email

Confira os 11 ambientes da tradicional Mostra Artefacto, que reúne relevantes nomes da arquitetura na flagship da Haddock Lobo  

 

Com 46 anos de história completos este ano, em pleno centenário da Semana de Arte Moderna de 1922, a Artefacto inaugura a edição 2022 de sua já tradicional mostra sob o tema central da Natureza Modernista. Abaixo, conheça cada um dos 11 ambientes criados na flagship da Rua Haddock Lobo, em São Paulo, que revelam acima de tudo a organicidade e originalidade do desenho, a sofisticação das matérias-primas naturais e a excelência do fatto a mano.

 

Ana Rozenblit 
Mostra Artefacto ambiente de Ana Rozenblit
Foto: Raphael Briest

 

Em sua estreia na Mostra Artefacto, Ana Rozenblit, do Spaço Interior, apresenta uma varanda de estar inspirada em mulheres fortes, como Silvia Braz e Carol Bassi. O espaço foge ao padrão de linhas retas e expande o orgânico para todos os cantos, combinando uma ampla gama de cores. Inspirado também na neuroarquitetura, o ambiente traz muita iluminação, ventilação natural e ampla circulação, num escopo que visa promover a saúde e o bem-estar físico e mental dos moradores.


 

Andrea Teixeira e Fernanda Negrelli 
Mostra Artefacto ambiente Negrelli e Teixeira
Foto: Raphael Briest

 

Veteranas de Mostras expressivas, Andrea Teixeira e Fernanda Negrelli  apostam no aquecimento visual do ambiente por meio do uso de tons terrosos mesclados ao mel da madeira e da pedra em destaque da lareira. São 115 m² onde a harmonia entre rusticidade e sofisticação se faz presente em cada detalhe. Ambas acreditam que a casa é símbolo de proteção, união e bem-estar e, por isso, é um lugar sagrado.


 

Bruno Carvalho 
Ambiente de Bruno Carvalho
Foto: Marco Antonio

 

Com sete participações em Mostras Artefacto, desta vez Bruno Carvalho apresenta um grande living feito sob medida para quem gosta de viver e receber em casa. Ao longo dos 100 m² projetados, Bruno desdobra um ambiente modernista com uma imensa lareira esculpida em pedra natural e envolvida por um lounge elegante e confortável, que conta com sofá e poltronas by Artefacto. Inspirado também pelas curvas das pinturas e dos jardins de Tarsila Amaral e de Roberto Burle Marx, respectivamente, o profissional sugere unir conforto e ergonomia com tecnologia e gadgets de ponta, apresentando assim um living que é uma verdadeira ode às mais diversas maneiras de viver e conviver.


 

Chris Hamoui 
Chis Hamoui assina ambiente na mostra Artefacto
Foto: Raphael Briest

 

Para esta que é a sua décima segunda participação na Mostra Artefacto, Chris Hamoui utilizou madeira envernizada em tom médio nas paredes, criando assim uma atmosfera aconchegante junto com a lareira em mármore que ocupa uma área farta do living integrado com jantar/gourmet. No espaço de 110 m², o destaque fica por conta do mobiliário selecionado – são as peças desenhadas pela Artefacto que injetam sofisticação e atemporalidade neste ambiente.


Debora Aguiar
Espaço de Debora Aguiar
Foto: Divulgação Debora Aguiar

 

Atuante em Mostras Artefacto desde 2004, neste ano Debora Aguiar revela o espaço “Green Lounge”, projeto de 100 m² permeado por jardins em todas as laterais e ambientes integrados com total flexibilidade de uso. Há uma suave setorização entre a sala de jantar e o lounge multiuso, mas a visualização de todos os espaços é preservada, o que garante a sofisticação necessária/desejada. “A minha maior inspiração foi refletir no projeto algo que eu acredito muito: uma casa confortável, sofisticada na medida certa – e atemporal. Ao mesmo tempo, é uma casa viva, que convida a natureza para dentro numa inspiração mais Mies van de Rohe”, revela sobre as aspirações modernistas.


 

Erika Queiroz
Espaço ambientado por Erika Queiroz na Artefacto Haddock
Foto: Raphael Briest

 

Erika Queiroz apresenta um ambiente exclusivo de 115 m², composto por living com jardim preservado, sala de jantar e quarto. A arquiteta buscou a fluidez das formas por meio de móveis arredondados e orgânicos num contraste aos outros mais retos, além de texturas selecionadas por serem convidativas ao toque e estimularem os sentidos: tato e visão, sobretudo, criando assim um ambiente mais aconchegante e muito mais acolhedor, dentro do mood “Modernismo Natural” que baliza o tema da edição.


 

Fabio Morozini 
Fabio Morozini
Foto: Raphael Briest

 

O ambiente criado pelo arquiteto Fabio Morozini tem 60 m² e vem dividido em um grande living, com lareira e lounge, sala de jantar com bar/balcão, ampla suíte e hall de entrada com home office super funcional. Os destaques dessa verdadeira zona de ser, ter, haver e estar ficam por conta do mobiliário especial customizado, cuidadosamente escolhido por Morozini. O tema da mostra – “Natureza Modernista” – inspirou a criação autoral de um abajur, além da lareira brutalista, toda em mármore, e de plantas verdadeiras (muitas delas) como antúrios e guaimbês que remetem ao mood do “sinta-se em casa”, tão característico do movimento modernista.


 

Lídia Maciel 
Lidia Maciel assina ambiente na Artefacto
Foto: Marco Antonio

 

Nesta que é a sua quarta participação em Mostras Artefacto, Lídia Maciel apresenta um espaço exclusivo de 98 m², divididos em generoso living com lareira e área de jantar com apoio do bar – tudo rasgado por janelões em que ela descortina a luminosidade, uma das características mais vibrantes do modernismo. Clean, minimalista e superelegante, o ambiente aborda com sutileza e propriedade o tema da mostra por meio de elementos como o piso paginado de forma geométrica em pedra natural (remetendo ao cubismo e dialogando com as telas em óleo de Milton da Costa) e das linhas sinuosas e orgânicas, eventualmente quebradas pela disposição das obras e, é claro, do mobiliário selecionado especialmente para o projeto.


 

Mariana Maran 
Ambiente de Mariana Maran na mostra Artefacto
Foto: Marco Antonio

 

Mariana Maran, do Oka Arquitetura, levou o tema “Natureza Modernista” às últimas consequências em seu ambiente de estreia na Mostra Artefacto. Começou pelo exercício da casca, rasgando um domus no teto que descortina a cidade, em forma orgânica, inspirada em Burle Marx. Por ali pendurou mais de 100 kokedamas naturais, além da instalação botânica que opera como lustre na sala de jantar. Mix de living, adega, biblioteca e jantar, seu espaço, encapsulado por marcenaria autoral, alterna high-design internacional de primeira – como o papel de parede e os vasos de Fornasetti – com o melhor da mobília nacional tipo exportação da Artefacto. Outros gestos modernistas são percebidos nos brises, cobertos por musgos naturais, nos desenhos dos tapetes autorais, nas tapeçarias de Tarsila do Amaral e nas formas curvilíneas dos sofás Argand e das chaises long Indiana, amparados por curadoria de arte impecável que passa por nomes como Emanoel Araújo, Macaparana e Ana Tavares. “Vivo numa casa modernista, assinada por uma equipe que trabalhou com o próprio Niemeyer. Faz parte do meu estilo de vida e foi isso o que decodificamos aqui”, conta.


 

Patricia Penna 
Espaço da Patricia Penna
Foto: Raphael Briest

 

Presente nas Mostras Artefacto desde 2009, Patricia Penna parte do zero no passo e no compasso, com grande envergadura arquitetônica, descortinando a poderosa área gourmet pronta para uso real, ocupando toda a área externa do terceiro andar da flagship store na Haddock Lobo, com vista rasgada para o skyline do bairro dos Jardins – um dos endereços mais exclusivos de São Paulo. Com área total de 180 m², o projeto compreende living, jantar e cozinha, além dos espaços multiuso repletos de charme nas entrelinhas. “Criamos um lugar que pela própria condição – coberto/descoberto, indoor/outdoor – possibilita diferentes tipos de uso e experiências, uma espécie de oásis urbano, funcional, confortável e sofisticado, que pode estar num rooftop, como é o caso, ou facilmente ser parte do apartamento de um cliente”, explica. “Inspirada no Modernismo, fizemos um ambiente amplo, bem iluminado e absolutamente integrado à área externa e ao paisagismo”, revela.


 

Roberta Zimmermann 
Ambiente de Roberta Zimmermann na mostra
Foto: Raphael Briest

 

Roberta Zimmermann apresenta 70 m² divididos entre lounge, sala de jantar e hall de entrada, com destaque total para o mobiliário Artefacto de linhas orgânicas e fluidas. “Usamos materiais nobres e sofisticados – lâmina de madeira, linho, couro e algodão trazem a natureza para nossa sala Modernista e cosmopolita”, revela.


Serviço
Mostra Artefacto
Rua Haddock Lobo, 1405 – São Paulo

 

+ PRA VOCÊ: Décor cosmopolita

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no facebook
Compartilhar no email

LEIA TAMBÉM

Minimalista e atemporal

A arquiteta Sabina Kalaoun, do Studio LAK, se muda com o marido…

Reforma completa

Apartamento ganhou ares de casa a pós a reforma que integrou ambientes…

A arte de Basiches

Arquiteto e artista plástico José Ricardo Basiches abre exposição Traços e Contextos…