fbpx

Um toque de cor e ousadia

Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no facebook
Compartilhar no email

Nada óbvio, décor aposta numa paleta de tons vibrantes e garante uma linguagem contemporânea, elegante e descontraída ao projeto

Texto: Sarah Menezes | Fotos: Renato Navarro

 

Um lar prático, confortável e descontraído era o desejo do jovem casal Andrea e Felipe ao procurar o escritório do arquiteto Diego Revollo para projetar os interiores deste apartamento de 180m², em São Paulo, adquirido ainda na planta.

 

cores no décor

 

Um dos principais elementos definidores do projeto, a paleta de cores arrojada, presente na marcenaria e nos móveis, confere uma atmosfera leve, despojada e contemporânea, reforçada por um design vintage e moderno das peças, que completam a decoração com  muita originalidade. “Desde os tons predominantes de turquesa até os contrapontos de tons rosados e as madeiras fogem do convencional e retratam a personalidade ousada e leve dos moradores”, afirma o arquiteto.

 

apartamento colorido

 

Coração da casa, o living de pé direito duplo foi pensado como um espaço social que se articula com as demais áreas da residência. A demolição de uma parede, que separava sala e corredor dos dormitórios, trouxe mais amplitude e fluidez, potencializadas pela proposta de uma estante metálica vazada, que garante permeabilidade visual, além de melhor ventilação e iluminação natural.

 

estante metálica com fundo verde

 

A estante foi desenhada no alinhamento de um recorte presente na parede de pé-direito duplo, criando uma interessante moldura, que recebeu uma obra de arte escultórica com formas orgânicas, a fim de quebrar a rigidez das linhas ortogonais.

 

cozinha integrada com porta camarão

 

A cozinha, antes fechada, ganhou a possibilidade de integração com a sala de jantar a partir de uma porta-camarão, que garante versatilidade no uso dos ambientes – abertura total quando querem cozinhar e receber amigos ou fechamento completo, em situações que exigem mais privacidade ou formalidade.

 

cozinha com ilha

 

Outro desejo do casal era ter uma área de estar ao ar livre e, para atender ao pedido, a varanda permaneceu sem fechamento em vidro, valorizando a vista da cidade. Para isso, o arquiteto propôs o uso de materiais adequados, além de criar um nicho fechado em vidro para proteger a TV das intempéries. O revestimento do piso com deck, em madeira cumaru – a mesma adotada no piso das áreas íntimas e sociais -, ajudou a estender a sensação de aconchego que caracteriza todo o apartamento, inclusive a área externa.

 

varanda

 

+ PRA VOCÊ: Urbano e cosmopolita

 

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no facebook
Compartilhar no email

LEIA TAMBÉM

Minimalista e atemporal

A arquiteta Sabina Kalaoun, do Studio LAK, se muda com o marido…

Reforma completa

Apartamento ganhou ares de casa a pós a reforma que integrou ambientes…

A arte de Basiches

Arquiteto e artista plástico José Ricardo Basiches abre exposição Traços e Contextos…